AFRIMMA | Eva RapDiva e Edmázia representam a voz feminina da música angolana



A organização dos AFRIMMA, prémios africano de música, divulgou, na semana finda, a lista dos  candidatos para a edição 2020, onde, diferente da anterior, os angolanos subiram dois degraus, mas a participação feminina continua um fracasso.

Com 20 indicações e 11 artistas, dos quais dois grupos, uma dupla e dois djs, os angolanos lideram a África Central, ao contrário das 18 nomeações do ano passado. A  participação das  mulheres continua um fracasso. Após ter sido a única em 2019, Eva RapDiva é apenas seguida este ano por Edmázia Mayembe.

Apesar das 20 nomeações, a participação dos  angolanos reduziu, porque em 2019, 16 artistas integravam a lista, enquanto 2018, concorriam 12 artistas. 


Melhor Artista Feminino da África Central
Reniss – Camarões
Shan’L -Gabão
Daphne – Camarões
Mayra Andrade – Cabo Verde
Eva RapDiva- Angola
Liloca- Mozambique
Soraia Ramos- Cabo Verde
Charlotte Dipanda – Camarões
Edmázia Mayembe-Angola

Enviar um comentário

0 Comentários